Qual a diferença entre ativos reais e ativos financeiros? Saiba aqui!

Tempo de leitura: 4 minutos

O mercado de investimentos tem percebido um maior interesse dos brasileiros no retorno que algumas aplicações oferecem. Os objetivos por trás desse interesse variam: há aqueles que pensam no futuro e na possibilidade de garantir o merecido conforto e segurança e também quem espere um complemento à renda. À disposição desses futuros investidores estão os ativos reais e os ativos financeiros.

Cada um tem características particulares e pode atender diferentes demandas. O termo pode não fazer parte do dia a dia das pessoas fora do mercado financeiro, mas seu conceito é simples. Ativos são todos os bens, créditos, valores, assemelhados e direitos que uma empresa ou indivíduo tem. E podem ser de dois tipos: reais e financeiros.

Saiba aqui qual é a diferença entre eles e qual é o tipo de investimento mais apropriado para você!

Os ativos reais

Os ativos reais dizem respeitos aos investimentos realizados na aquisição de algum bem físico e concreto. Ou seja, quanto maior o seu patrimônio, maior a possibilidade de receita a partir dos ativos reais. Esse tipo de ativo agrega valor ao investidor e oferece retornos mais estáveis, protegendo você dos impactos da inflação. Entre as possibilidades de ativos reais, temos:

Ouro

Esse é o exemplo consagrado em investimento real e permanece entre as opções de ativo mais procuradas em momentos de crise e aumento da inflação. Ainda assim o investidor individual precisa ver com cautela essa aplicação. É necessário um conhecimento do mercado para entender a trajetória inconstante do ouro e assim, comprá-lo quando estiver mais barato e vendê-lo no momento de crise.

No Brasil esse tipo de investimento costuma acontecer via Bolsa de Mercadorias e Futuros, a BM&F. A negociação mínima pode ocorrer em contrato fracionário de 10 g e 0,225 g, que é mais acessível, mas com menor liquidez. Outra opção é o contrato do lote padrão de 250 g.

Ativos florestais

O FIP (Fundo de Investimento em Participação) é um investimento de renda variável. Entre as opções de investimentos destacam-se os ativos florestais, cada vez mais acessíveis, seguros e lucrativos.

Imóveis

Outra possibilidade de valorização que costuma gerar rendimentos acima das taxas de inflação são os investimentos no mercado de imóveis. O retorno desse tipo de investimento vem da geração de renda dos aluguéis, a venda e a valorização desses imóveis.

Entram nesse caso não apenas os terrenos e imóveis que você tenha. Dentro dessa categoria existem ainda os Fundos de Investimento Imobiliário, conhecidos como FIIs.

Os ativos financeiros

Se os ativos reais estão ligados ao patrimônio, os ativos financeiros correspondem aos investimentos realizados no mercado financeiro. Os tipos mais comuns são:

Ações

Seja de forma direta ou indireta, ao comprar esse tipo de ativo, você se torna proprietário de uma fração dessa empresa em questão. Podem ser preferenciais nominativas ou ordinárias nominativas. Esse tipo de investimento é voltado para um investidor mais aventureiro, pois os ativos oscilam bastante.

Títulos públicos e privados

O Tesouro Nacional emite títulos para que o Governo capte recursos para investimentos e financiamento da dívida pública. Você pode comprar esses títulos por meio da oferta pública via leilão, pelo Tesouro Direto ou por Emissões Diretas.

A mesma estratégia para angariar recursos com a venda de títulos é utilizada por empresas privadas. Os rendimentos são pré-definidos e podem vir por meio letras de câmbio, depósito bancário, entre outros.

Commodities

São ativos financeiros indexados à compra e venda de produtos em estado bruto. Essas transações comerciais acontecem na BM&F.

Mercado de opções

Pode ser qualquer um dos instrumentos utilizados no mercado financeiro. É parecido com uma apólice de seguro e dá ao titular o direito de comprar qualquer bem, título ou ação dentro de um valor determinado.

A escolha entre ativos reais e ativos financeiros

O ideal é manter uma carteira de investimentos diversificada e assim dispor de um gerador de renda, uma reserva para emergências e outro ativo de retorno a longo prazo. Defina a periodicidade dos aportes que você vai realizar. Para que a carteira traga resultados, a disciplina para cumprir esse planejamento é fundamental.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre ativos financeiros, conheça também outras opções de investimentos em ativos fora do mercado financeiro. Até a próxima!

Sobre RockContent

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *