Afinal, o que são os ativos florestais?

Tempo de leitura: 4 minutos

Na década de 1980, algumas empresas nos EUA tiveram a ideia de alienar suas florestas para captarem recursos para investimentos na produção. Dessa forma, acabaram criando um novo mercado, rentável e em constante expansão: o de investimento em ativos florestais.

Os ativos florestais são baseados em áreas de reflorestamento com fins comerciais, cuja produção é voltada para indústrias como a de papel e celulose, siderurgia, movelaria, construção civil e de bioenergia. No Brasil, ainda é relativamente pequena a quantidade de investimentos nesses ativos. No entanto, as ótimas condições do país para a silvicultura os tornam uma opção interessante e segura.

Mas, afinal, como funcionam os ativos florestais? Abaixo, falaremos melhor sobre isso. Confira!

Como funcionam os ativos florestais e quais são seus riscos?

Até a década de 1980, o cultivo de florestas para fins comerciais estava, basicamente, nas mãos das próprias indústrias que as utilizavam para sua produção. No entanto, ao perceberem que poderiam torná-las um ativo negociável e, assim, fazer caixa para investirem em suas atividades produtivas, abriram caminho para a entrada de investidores de fora do setor.

Dessa forma, uma nova commodity foi criada, relacionada à produção de madeira nobre utilizada em diversas indústrias. Assim, o investimento realizado em ativos florestais é usado para financiar o plantio e cultivo de uma área de reflorestamento. Após o período de crescimento e maturação, as árvores são cortadas e vendidas no mercado.

Portanto, os maiores riscos dos ativos florestais são relacionados a problemas na produção, como incêndios, pragas e alterações climáticas. Porém, a tecnologia empregada na silvicultura e o desenvolvimento das técnicas de cultivo e preservação das áreas estão bem avançados, especialmente no Brasil. Além disso, o país apresenta condições extremamente favoráveis para esse tipo de cultura, o que diminui bastante os riscos e aumenta a produtividade das plantações.

Quais são as vantagens de investir em ativos florestais?

Com a alta procura por madeira nobre, a redução no desmatamento de florestas nativas e a preocupação cada vez maior com a sustentabilidade das empresas, os ativos florestais apresentam diversos benefícios, como crescimento constante e rentabilidade acima da inflação. Abaixo, separamos outras vantagens que os ativos florestais oferecem aos investidores.

Apresentam baixo risco

Como os riscos estão concentrados em problemas no cultivo, as condições climáticas, a qualidade do solo e o alto desenvolvimento tecnológico no setor que o Brasil oferece reduzem as probabilidades a patamares muito baixos.

Há também o risco quanto aos preços no mercado de madeira futuro. Porém, é possível atrasar o corte das árvores para aguardar pela valorização do produto, mantendo sua rentabilidade.

Possuem rentabilidade segura

Como já vimos, o mercado de reflorestamento está em constante expansão, assim como o interesse de investidores nos ativos florestais. Por conta disso, sua rentabilidade anual tem sido bastante constante, girando em torno de 8% a 14%, o que os torna uma alternativa segura para investimentos em longo prazo.

São ativos sustentáveis

O investimento em ativos florestais incentiva o reflorestamento, diminuindo a necessidade do desmatamento de florestas nativas. Além disso, traz benefícios sociais e ambientais como a redução no aquecimento global, melhora na distribuição de riquezas, integração com projetos de saneamento e créditos de carbono. Por conta disso, são uma alternativa de investimento sustentável.

Possuem baixa correlação com outros ativos

O mercado de ativos florestais tem se mostrado bastante seguro, não apresentando grandes variações frente a oscilações econômicas e sofrendo pouca influência dos preços de outros ativos. Assim, são uma boa opção para diversificar o portfólio de investimentos e assegurar uma boa rentabilidade em longo prazo.

Ativos florestais apresentam rentabilidade segura, por conta da alta demanda no mercado de madeira reflorestada, e baixo risco, proporcionado pelo desenvolvimento tecnológico e as ótimas condições ambientais no Brasil. Dessa forma, são uma boa opção para investidores diversificarem seus portfólios com um produto seguro e que incentive a sustentabilidade social e ambiental.

Ficou interessado em saber mais sobre como investir em ativos florestais? Então entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

Sobre RockContent

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *